•  
     

CIENTISTAS TESTAM A INTERNET 10.0

Pesquisadores da Surrey Satellite Technology Ltd., no Reino Unido, testaram com sucesso pela primeira vez o protocolo de comunicações "Saratoga", proposto como uma das bases para a criação de uma futura "internet interplaneária". A transmissão, de uma foto do Cabo da Boa Esperança, na costa sulafricana, foi feita entre o satélite UK-DMC e o Glenn Research Center, centro de pesquisas da NASA em Celveland, Ohio, nos EUA.
tecnologia.jpg
tecnologia.jpg (18.01 KiB) Visto 102 vezes


A comunicação entre satélites e espaçonaves e estações de monitoramento em terra não é contínua. Ela é sujeita a interferências, como sinais de rádio emitidos por estrelas, e quedas, como quando uma espaçonave fica fora do "ângulo de visão" da estação em terra, além do atraso causado pelas grandes distâncias. Para resolver o problema e garantir a transmissão dos dados, o novo protocolo os dividide em pequenos "pacotes" ("bundles", daí o apelido "protocolo bundle"), enviados sempre que há um link de comunicação disponível.

Os dados são redundantes, de forma que se um pedaço da informação se perder ou for corrompido, ele poderá ser reconstruído, e extensas medidas de correção de erro são empregadas. A informação é remontada assim que todos os pacotes chegam ao seu destino. No caso do experimento com o UK-DMC, os dados foram transmitido ao longo de duas "passadas" (duas órbitas) do satélite sobre sua estação de monitoramento. O UK-DMC é parte de uma "constelação" de quatro satélites de monitoramento de desastres ambientais (Disaster Monitoring Constellation).

O conceito de "internet interplanetária" foi originalmente proposto por Vinton "Vint" Cerf e Adrian Hooke, e é estudado no laboratório de propulsão a jato (JPL - Jet Propulsion Laboratory) da NASA. Vint Cerf é frequentemente creditado como o "pai" da internet, por seu trabalho no desenvolvimento do protocolo de comunicação TCP/IP, o coração das atuais redes de computadores.




Fonte: http://conhecendoseumicro.blogspot.com/ ... t-100.html