•  
     

Cientistas querem provar que estamos vivendo em uma MATRIX

Imagem

Segundo especialista da própria NASA, pode ser que já estejamos vivendo dentro de um desses programas de computador ou iremos viver lá em pouco tempo.


A explicação é simples, atualmente já existem computadores capazes de processar dados duas vezes mais rápido do que nosso cérebro. E como sempre, baseado na lei de Moore, os computadores dobram sua capacidade há cada dois anos, assim apenas um computador daqui a dez anos poderá simular um vida inteira em apenas um mês!

Imagem

Dessa maneira em 30 anos um videogame será capaz de simular algo em torno de 10 mil vidas em tempo real, ou seja, caso sejam vendidos 150 milhões de consoles, teremos mais vidas simuladas acontecendo dentro deles do que teremos na própria Terra! Isso mostra que no futuro teremos capacidade computacional para simularmos planetas ou mesmo o universo inteiro em tempo real, em todos os mínimos detalhes!


A pergunta que surge por causa disso é: Como sabemos que atualmente nós não estamos já vivendo dentro de uma dessas simulações? Simplesmente não sabemos, mas se o mundo continuar assim logo poderemos estar em nossa própria Matrix!




Fonte

Imagem


O universo é uma grande Matrix, e o Big Bang, que criou o cosmo junto com o tempo e o espaço, foi na verdade a inicialização de uma realidade virtual que já dura 15 bilhões de anos. Essa é a tese de Brian Whitworth, cientista do centro de matemática e computação teórica da Universidade de Massey, em Auckland, na Nova Zelândia. Pela primeira vez, um cientista propõe que a realidade em que vivemos pode não ser objetiva, mas uma realidade criada pelo processamento de informação. Whitworth defende que, para resolver um monte de dilemas da física moderna, é preciso juntar a seus postulados os da ciência da computação e dos sistemas de informação

(André Machado)
 
A imaginação é mais importante que o conhecimento. (Albert Einstein)