•  
     

Cientistas americanos criam bateria nuclear minúscula

Com os gadgets se tornando cada vez menores, os componentes que fazem parte dele precisam seguir o mesmo passo. Um desses componentes que se provou difícil de miniaturizar foi a bateria. No entanto, neste dia 7 de outubro um grupo de pesquisadores da Universidade de Missouri, liderados pelo professor Jae Kwon, anunciaram um protótipo de bateria que pode solucionar esse problema.

Imagem

Um dos passos para torná-la eficiente foi quebrar um paradigma das baterias atuais, que usam componentes semicondutores sólidos. O protótipo desenvolvido pelos pesquisadores usa componentes líquidos, permitindo que ela tenha o tamanho de uma moeda. Além disso, ela poderá durar até 6 vezes mais do que as baterias convencionais, já que usa energia nuclear como fonte principal.

Kwon esclarece que, apesar da palavra ‘nuclear’ parecer algo perigoso, a bateria é completamente segura. Esse tipo de energia já é relativamente comum em baterias de marca-passo, ferramentas de exploração sub-aquática e instrumentos usados em ônibus espaciais. O professor acredita que será possível diminuí-la ainda mais e torná-la ainda mais eficiente no futuro.

Fonte: BoingBoing