•  
     

Chega a 43 o número de mortos em incêndio de hotel no Iraque

Autoridades e testemunhas dizem que vários estrangeiros estão entre as vítimas



Imagem



[i]Ao menos 43 pessoas morreram e outras 25 ficaram feridas em um incêndio na noite desta quinta-feira (15) em um hotel na cidade de Suleimaniya, no Curdistão iraquiano, norte do Iraque, informaram fontes do Ministério do Interior. O último balanço, divulgado na madrugada, falava em 23 mortos.

O incêndio começou no hotel Soma, estabelecimento de luxo no centro da cidade, depois de um curto-circuito, segundo as fontes, que descartaram a possibilidade de atentado na cidade, que está longe dos focos de violência no país.

Entre os mortos há quatro crianças e sete mulheres, além de quatro americanos e outros estrangeiros de diferentes nacionalidades asiáticas.

O incêndio começou por volta das 22h30 locais (15h30 de Brasília), e o fogo se estendeu rapidamente até ser controlado pelos bombeiros, segundo fontes da Defesa Civil.

De acordo com a rede americana CBS News, algumas das vítimas parecem ter morrido ao pularem das janelas do prédio em chamas. Kameran Ahmed, dono de uma loja de eletrônicos no hotel, disse que as pessoas estavam desesperadas para escapar.

- Eu vi três pessoas pularem dos seus andares para escapar do fogo, mas elas morreram quando atingiram o chão.

O chefe da polícia local, general Najim al Din Qadir, disse que entre os mortos há cidadãos de Bangladesh, Etiópia, Canadá, Equador, Venezuela e China, além de americanos e iraquianos.

Farouq Mulla Mustafa, diretor de uma companhia de telefonia celular, disse que quatro de seus engenheiros, naturais das Filipinas, do Iraque, do Sri Lanka e do Cambodja, também morreram.

Suleimaniya é uma das principais cidades do Curdistão iraquiano, região do norte do país que conta com governo autônomo. Autoridades locais dizem grande parte das vítimas provavelmente é de funcionários das empresas de petróleo que atuam na área.[/i]