•  
     

C. Ronaldo é eleito melhor do mundo pela FIFPro; Kaká entra

Cristiano Ronaldo deu seqüência, nesta segunda-feira, à conquista de títulos individuais após grande temporada realizada no Manchester United. O português foi eleito o melhor jogador do mundo na temporada 2007/2008 na eleição promovida pela FIFPro (Federação Internacional de Jogadores Profissionais). Cerca de 57.500 atletas em todo o mundo participaram do pleito.

Campeão da Liga dos Campeões e do Campeonato Inglês com o Manchester, artilheiro e melhor jogador dos dois torneios, o meia-atacante já era apontado como franco favorito ao título do sindicato. Seus principais rivais eram o goleiro Iker Casillas e o atacante Fernando Torres, que entraram na lista dos melhores do mundo. Agora, ele ainda é o principal postulante à Bola de Ouro, da France Football, e ao troféu da Fifa.

"Ser reconhecido por colegas de profissão do mundo todo é incrível", declarou o português ao ser informado sobre o prêmio. "Gostaria de agradecer aos meus companheiros e técnicos e a todos os envolvidos com o Manchester United e com a seleção portuguesa, assim como todos os meus familiares e amigos pelo apoio. Obrigado também à FIFPro por esse título e pelo trabalho de proteção aos interesses e ao bem-estar de todos os jogadores ao redor do mundo".

A conquista de Cristiano Ronaldo quebra a hegemonia brasileira na FIFPro. Nas três edições anteriores da premiação sob o atual formato, apenas jogadores do país haviam conquistado o prêmio: Ronaldinho Gaúcho, em 2005 e 2006, e Kaká, no ano passado.

O ex-meia-atacante do Barcelona, por sinal, sequer figurou na seleção do sindicato neste ano. Foi a primeira vez em quatro edições que Ronaldinho ficou de fora da lista. Entre os brasileiros, apenas Kaká aparece no rol. Indicados, Daniel Alves e Lúcio também não foram 'convocados'.

Como já era esperado, a Espanha foi o país que mais colocou jogadores na lista. No total, cinco dos nove indicados passaram ao time principal: o goleiro Casillas, os defensores Sergio Ramos e Puyol, o meia Xavi e o atacante Fernando Torres. Todos eles estiveram presentes na campanha vitoriosa da Fúria na Eurocopa 2008 disputada na Suíça e na Áustria.

Marcos Senna, brasileiro naturalizado espanhol que também teve atuação destacada no torneio continental, não entrou no combinado.

A Inglaterra aparece como a segunda nação mais representada na seleção, com três atletas: Steven Gerrard, Rio Ferdinand e John Terry, este último presente em todas as quatro listas da FIFPro desde 2005.

Cristiano Ronaldo e o argentino Lionel Messi compuseram o trio de ataque com Fernando Torres. Vale lembrar que Messi e Kaká foram os únicos não-europeus 'convocados' pelos eleitores da FIFPro.

Destaque na lista do ano passado com três jogadores (Buffon, Nesta e Cannavaro), a Itália, que foi o segundo país com o maior número de indicados em 2008, ficou sem nenhum atleta na seleção.

Importante ressaltar que mais de 50% do combinado de 2007 foram mantidos neste ano, com a permanência de seis atletas: Terry, Puyol, Cristiano Ronaldo, Kaká, Gerrard e Messi. Os cinco espanhóis ocuparam os lugares do trio italiano, de Ronaldinho Gaúcho e de Drogba.

Cristiano Ronaldo.jpg
Cristiano Ronaldo.jpg (48.74 KiB) Visto 508 vezes




link: http://esporte.uol.com.br/futebol/ultim ... 75639.jhtm