•  
     

Brasil desenvolve diesel mais barato

Brasil desenvolve diesel mais barato


19/05/06 - 20h41 - Atualizado em 19/05/06 - 20h41

Brasil desenvolve diesel mais barato

Tamanho da letra
A- A+
A Petrobras anunciou uma nova tecnologia no refino do óleo diesel. O H-Bio, que será processado a partir do óleo vegetal, tem produção mais barata e polui menos.

Foi em uma minirefinaria que os pesquisadores da Petrobras passaram um ano trabalhando no projeto do diesel H-Bio. Um produto que une a agroindústria ao setor de petróleo.

Até agora, o diesel recebia hidrogênio para diminuir o teor de enxofre. Mas os pesquisadores descobriram que, injetando óleo de soja como matéria-prima, no meio do processo de refino, conseguiam produzir um diesel praticamente isento de enxofre - um ganho para o meio ambiente.

O H-Bio é diferente do biodiese -- que também usa óleos vegetais. Mas no biodiesel a mistura acontece apenas quando o combustível já está nas distribuidoras.

Um dos detalhes que mais chamaram a atenção dos pesquisadores foi o rendimento do óleo vegetal no processo de mistura. Cem litros do produto se transformam em 96 litros de diesel H-Bio. Um produto que, segundo a Petrobras, é de tão boa qualidade que vai poder ser usado sem qualquer adaptação nos veículos que hoje são movidos a diesel de petróleo.

“Em conjunto cargas minerais e de óleo vegetal em unidade de refino. Não existe no mundo é patente nossa, portanto inédito”, diz Carlos Tadeu Fraga, do centro de pesquisa da Petrobras.

A expectativa da Petrobras é que em 2007 duas refinarias já estejam produzindo 256 milhões de litros de diesel H-Bio por ano. O que corresponde a 10% do óleo diesel que o Brasil importa hoje.

Uma economia de US$ 22,5 milhões por ano. De acordo com o diretor de abastecimento da Petrobras essa é uma descoberta tão importante quanto a do álcool combustível, há 30 anos.

“O diesel vem do campo, não só dos poços de petróleo, como também vem do campo. Como já plantamos álcool, nós vamos plantar diesel, realmente é uma revolução enorme”, afirma Paulo Roberto Costa, diretor de abastecimento da Petrobras

FONTE http://jornalnacional.globo.com/Telejor ... ARATO.html