•  
     

Blatter defende transferência de Cristiano Ronaldo para o Re

A transferência do português Cristiano Ronaldo para o Real Madrid por 93 milhões de euros, maior transação da história do futebol, foi defendida pelo presidente da Fifa, Joseph Blatter. O mandatário da entidade acredita que a negociação comprova que o mercado esportivo continua saudável, apesar da crise econômica mundial.

"Significa que o nosso produto ainda é bom", disse Blatter, que está na África do Sul para acompanhar a Copa das Confederações. "Se esse é um esporte popular, ele precisa de estrelas".

A declaração de Blatter contrasta com as severas criticas feitas por dirigentes europeus ao alto valor da negociação. O presidente da UEFA, Michel Platini, se disse preocupado com esse tipo de transferência em um momento de crise econômica.

"Parece-me incrível a sucessão de transferências, no momento em que o futebol europeu enfrenta desafios financeiros perigosos", disse o dirigente, em entrevista à AFP, nesta quinta-feira.

Além de Cristiano Ronaldo, o Real Madrid também abriu os cofres para a contratação do meia Kaká. O brasileiro foi negociado junto ao Milan por 65 milhões de euros, a terceira transação mais cara da história.

As duas negociações foram comandadas por Florentino Perez, responsável pela formação do time de "galácticos", que contou com Ronaldo, Zidane, Beckham e Figo, e que retornou à presidência do Real Madrid há apenas um mês. Após contratar os últimos dois vencedores do prêmio de melhor jogador do mundo da Fifa, o dirigente dá sinais de que deve trazer mais reforços. O francês Ribery, do Bayern de Munique, e o atacante David Villa, do Valencia, estariam sendo cobiçados pelo clube merengue,



link: http://esporte.uol.com.br/futebol/ultim ... 99098.jhtm