•  
     

Bermudas , O Triangulo Da Morte !

Esta foi uma das derradeiras fotos do grande cargueiro Marine Sulphur Queen, desaparecido juntamente com toda a sua tripulação composta por 39 homens desde 2 de fevereiro de 1963 na região maldita do Triângulo das Bermudas. Sua última posição conhecida foi nas proximidades de Dry Tortuga.
E a Força Aérea Americana também perdeu este avião C-119 e todos os seus 10 tripulantes nas redondezas da Ilha Grand Turk, em plena luz do dia. Desde 1965, e inexplicavelmente, o grande avião simplesmente sumiu no ar!
Uma das raras fotos do Dr. Morris Jessup, cientista ao que parece convenientemente "suicidado" após se intrometer em demasia com a problemática dos UFOs, com os mistérios do Experimento Filadélfia e também os inexplicáveis desaparecimentos na área do Triângulo das Bermudas. Ao lado, a capa que chegou a ser preparada para o lançamento do seu livro "The Expanding Case For The UFO" que todavia jamais chegou a ser lançado e teve, por sinal, os respectivos originais "extraviados". Jessup, que como se recordam apareceu morto no interior do seu automóvel estacionado no County Dade Park, em Coral Gables, Miami, tendo o motor ligado e um estratégico tubo conectado diretamente do escapamento para o interior do veículo, revelara um pouco antes aos seus amigos que, relativamente aos UFOs, TINHA ENCONTRADO A SOLUÇÃO DO PROBLEMA. Jessup, aliás, era um profundo interessado nas pesquisas para descobrir a força motriz dos UFOs e pouco antes de tentar publicar seu livro revelara em uma carta a um amigo que "A extensão do tema força motriz dos UFOs para incluir a religião parece bastante óbvia. Esta raça espacial pode ser o nosso Deus e pode ter deixado a Terra há milênios". - Opinião esta que, aliás, Albert Einstein também abraçava e chegou a declarar publicamente! Bastante curiosa, aliás, essa morte de Jessup. Ele iria a um jantar na casa do Dr. J. Manson Valentine, ocasião em que discutiria um dossiê que tinha preparado sobre o assunto. No entanto, poucas horas antes do combinado seu estranho "suicídio" ocorreu. Desnecessário dizer que o tal dossiê sumiu do interior do veículo e jamais foi encontrado. E além de tudo, muito curiosamente, não procederam autópsia no seu corpo - como é praxe e por sinal rotina obrigatória em qualquer parte do mundo nos casos de suicídio. Bastante sutil, não é mesmo? E agora responda rápido: aquele que planeja cometer um suicídio marcaria um jantar com alguém?
Pois é! E você sabia que em uma certa época o Dr. Jessup esteve aqui no Brasil, em missão especial do Departamento de Agricultura do Governo Americano, para "estudar as fontes de borracha nas nascentes do Rio Amazonas"? Outra coisa que, no mínimo, também é bastante sutil: o que levaria um cientista astrônomo a pesquisar fontes de borracha? E ainda tem mais: essas pesquisas em busca das tais "fontes de borracha" o levaram a examinar as ruínas dos Incas e dos Maias, respectivamente no Peru e na América Central. E Jessup confidenciou a amigos que essas gigantescas edificações somente poderiam ter sido erigidas no nosso mais passado remoto com a ajuda da TECNOLOGIA DE ANTIGRAVITAÇÃO OPERADA POR NAVES ESPACIAIS! E foi também no México que Jessup revelou ter encontrado estranhas crateras simétricas - levantadas, fotografadas e mantidas sob sigilo pelo Governo Americano, além de tudo muito semelhantes aos famosos Crop Circles - segundo ele "artificialmente produzidas por objetos advindos do espaço sideral"!
Este homem mostrado na antiga foto dos arquivos da Marinha Americana é possivelmente o misterioso personagem chamado Carl Allende, Carl Allen ou ainda Carlos Miguel Allende - se é que o nome real era mesmo este. Um homem que certamente exerceu altas funções na Marinha Americana e esteve presente à execução do Experimento Filadélfia. Ele manteve várias correspondências com o Dr. Jessup, revelando amplos detalhes técnicos e científicos daquela fracassada e trágica experiência, os quais somente poderiam ter sido do conhecimento de alguém altamente abalizado. Em uma das suas cartas a Jessup revelou: "Cheguei a enfiar a mão, até o cotovelo neste estranho campo de força, enquanto este campo girava no sentido contrário ao dos ponteiros do relógio, envolvendo o navio DE-173 (o Eldridge). Senti o empurrão daquele campo no meu braço e observei o ar em volta do navio. Estava ficando mais escuro do que o próprio ar. Depois uma névoa verde surgiu como uma nuvem tênue de partículas atômicas e o Eldridge ficou totalmente invisível. O navio em que eu estava (provavelmente o SS Andrew Furuseth, que também participou do Projeto para fins de observação) navegava lado a lado.... Começou então um zumbido, que aumentava de volume gradualmente, passando para uma espécie de assovio e depois para o som de uma forte cachoeira. Havia nos limites daquele campo uma espécie de "casca" de eletricidade pura. O choque me desequilibrou.......". O certo é que por causa dessas correspondências mantidas com esse misterioso personagem (por sinal até hoje desaparecido, se é que um dia foi encontrado), o Dr. Jessup ficou muito visado. E foi até mesmo convocado a um órgão de segurança militar para revelar aonde poderia ser encontrado o tal senhor Allende - que sabia muita coisa e obviamente estava falando demais! Jessup obviamente desconhecia, uma vez que apenas o contatava através das cartas. Mas, no endereço em que supostamente residia, e onde foi inclusive intensamente procurado pelas autoridades, o misterioso Sr. Allende jamais foi encontrado!
O efeito esverdeado que colocamos acima na foto do Eldridge, demonstra o que exatamente teria acontecido ao navio durante o desastrado Experimento Filadélfia. Mas em quê exatamente consistiria tal experimento? Segundo se sabe, a embarcação foi "bombardeada" através de intensos campos vibratórios, tecnicamente denominados "pulsatórios" e não-pulsatórios", emitidos desde potentíssimos geradores magnéticos degaussers. O tremendo campo de forças gerado envolveu o navio e os seus arredores em uma intensa névoa verde que efetivamente e pouco depois o fez desaparecer! Só que a grande embarcação não ficou simplesmente estacionada naquela área! Para espanto geral, ela literalmente viajou no espaço, ou talvez em uma outra dimensão, reaparecendo por breves instantes em outro local muito distante dali - precisamente nas docas de Norfolk, Portsmouth, onde inclusive causou surpresa em várias testemunhas - para poucos minutos depois retornar ao ponto de origem da experiência, na Filadélfia. Os resultados foram terríveis, principalmente para a tripulação. Alguns sumiram para sempre naquele limbo que foi criado e outros até descreveram que durante esse "vazio" dimensional a que foram submetidos.... Encontraram-se com estranhas criaturas supostamente alienígenas que os observavam!!!!
Morris Jessup escrevera que "Uma fonte confiável de força motriz é a chave que falta para o desenvolvimento da humanidade. E até que a humanidade decubra alguma coisa mais confiável, a força bruta dos foguetes estará presa à Terra assim como uma criança atada à saia da mãe. E essa força que falta é a utilização do campo gravitacional universal - A mesma empregada pelos UFOs"! Jessup também afirmava que o nosso planeta já havia recebido a visita de alienígenas nos tempos pré-históricos e até testemunhado a aplicação desse tipo de energia no remoto passado. O motivo, porém, da convocação de Jessup a um órgão de segurança militar foi exatamente o fato de que um dos seus livros anteriores (The Case for The Ufo) chegara repentina e anonimamente pelo correio, endereçado a uma alta patente da Marinha. Este livro estava repleto de anotações feitas nas margens de cada página, complementando com incrível precisão científica e técnica os parágrafos de Jessup e revelando não só todos os detalhes secretos e os desastrosos efeitos do Experimento Filadélfia, como também contendo fantásticas descrições sobre a tecnologia dos OVNI.... E ainda grandes verdades com relação às atividades dos seus tripulantes aqui na Terra - coisas que somente as mais altas autoridades teoricamente tinham conhecimento! A suspeita era que o misterioso Allende teria sido o autor dessas "indigestas" revelações. Na foto você vê o brilhante cientista Townsend Brown que depois da morte de Jessup, e também baseado na Teoria do Campo Unificado de Einstein, aplicou o mesmo processo do Experimento Filadélfia em dielétricos discóides, carregados a uma tensão pulsada de 50 mil volts e uma potência de 50 watts. E os seus "mini-discos voadores" efetivamente voaram livremente em meio ao alto vácuo! Contudo, essa descoberta que poderia mudar os rumos da humanidade, tanto nas viagens espaciais quanto nas INTERDIMENSIONAIS, proporcionando assim um imenso salto científico, foi repentinamente abafada e rejeitada. Muito embora e ao que se saiba Townsend não tenha cometido o sucído ou sofrido algum acidente, acredita-se que muito provavelmente ele também tenha sido mais um cientista altamente "desencorajado" a continuar no desenvolvimento das suas pesquisas, uma vez que as interrompeu abruptamente e sem maiores explicações.





E veja que espantosa coincidência com o relato da misteriosa testemunha do Projeto Filadélfia, supostamente chamada Carl Allende! Sabemos que os UFOs por vezes também surgem no espaço como que vindos do nada! Materializam-se em meio a "nuvens esverdeadas, através de um zumbido que aumenta gradualmente de volume, passsando por uma espécie de assovio que logo após se torna algo como o som de uma forte cachoeira". E, completamos nós, aterrorizando os animais, interferindo no funcionamento dos motores dos automóveis, danificando os aparelhos eletrônicos - e, de fato, tal como uma potentíssima "casca de eletricidade pura", causando dormências, formigamentos e por vezes queimaduras nos seres humanos! E lembremos que a região do Triângulo das Bermudas é uma das áreas mais notáveis, senão a maior de todas, no que tange à incidência deles em todo o planeta!





E eles de fato espreitam os nossos navios e aviões, igualmente com um grande e obscuro interesse, tal como este OVNI - nítido, óbvio e irrefutável - flagrado nesta impressionante foto recentemente tomada a bordo de um cargueiro e segundo consta naquela malfadada região das Bermudas.



A região fatídica do Triângulo por vezes nos revela muitas surpresas. Esta foto aérea, tomada pelo cientista e arqueólogo Dr. J. Manson Valentine (um dos maiores estudiosos do assunto), nos mostra uma imensa edificação disposta em círculo, estabelecida em uma grande profundidade ao largo de Andros. Suspeita-se que sejam, assim como tantas outras espalhadas pela região do Triângulo, vestígios e ruínas do perdido Continente Atlante. Mas, como explicar as anomalias eletromagnéticas que constantemente ali ocorrem? E como explicar os misteriosos desaparecimentos de navios, dos aviões e notadamente dos seres humanos desde os mais remotos períodos da História conhecida?





Nas partes relativamente mais baixas de Bimini, também nas Bahmas e adjacências, existem realmente as enigmáticas ruínas que talvez falem muito mais alto do que possamos pensar. Imagine-se o que haveria nas profundezas abissais - preisamente lá onde os nossos equipamentos de mergulho e prospecção submarina não podem ainda alcançar!





Existem os que acreditam na hipótese de os UFOs virem ao nosso planeta para recolher nos oceanos a água e possivelmente alguns outros elementos encontrados nas profundezas abissais e que possivelmente seriam necessários nos seus mundos de origem. Mas, por que exatamente o sempre insistente e além de tudo predominante interesse na região do Triângulo das Bermudas?





Não devemos esquecer que Carl Allende - ou que outro qualquer tenha sido o verdadeiro nome dele - era talvez o pseudônimo de um cientista militar e que realmente sabia muito bem do que estava falando. Daí a sábia razão que teve ao "sumir do mapa" o quanto antes. E segundo uma das revelações a ele atribuídas nas anotações às margens do livro de Jessup - precisamente no capítulo dedicado ao Triângulo das Bermudas, e talvez a mais espantosa de todas - Existiriam ali CIDADES SUBMARINAS E BASES edificadas por dois grupos de criaturas extraterrestres, de raças distintas, cujos codinomes nos meios militares e de segurança seriam: LM e SM - sendo que os SM seriam hostis e se constituiriam perigosos inimigos da espécie humana!!! E muito obviamente se as autoridades queriam a todo custo "caçar" o misterioso Sr. Allende é a prova de que ele decididamente não estava brincando e que, de fato, sabia demais - muito mais do que deveria!





"Estava em profundidade suficiente para ver adiante do barco, quando apareceu aquela criatura que tinha cerca de 100 quilos e mais parecia um peixe. Ela virou-se para mim, num ângulo de 20 graus. Tinha rosto de macaco, com cabeça formando uma protuberância na frente, um pescoço muito mais comprido do que uma tartaruga, quatro vezes mais do que o pescoço humano. Girava esse pescoço, como uma serpente, ao me olhar. Os olhos eram como os de um ser humano, porém aumentados. Parecia a cara de um macaco, dotado de olhos especialmente adaptados para a visão embaixo d'água. Quando me observou bastante, partiu usando uma forma de propulsão na parte inferior do corpo"! - Este foi o impressionante relato do mergulhador Bruce Mounier que em 1968 deparou-se, bem ao sul da Grande Issac Light, também naquela região do Triângulo, com a estranha criatura submarina (muito semelhante à ilustração acima) que aparentemente tratava-se de uma entidade inteligente e dotada de morfologia quase humana! Aliás, o encontro com tais tipos de criaturas aquáticas não é mesmo nenhuma novidade. Várias testemunhas já as viram! Seriam entidades extraterrestres, advindas de um outro planeta e que encontraram no fundo dos nossos oceanos um habitat propício e bastante semelhante ao seu mundo de origem? Ou talvez um outro ramo evolutivo, habitantes aquáticos de uma raça desconhecida e eventuais parentes do Homem da superfície? Ou quem sabe criaturas desconhecidas que ainda habitariam os domínios submersos da perdida Atlântida? Tudo é mistério, mas também..... TUDO é possível!
http://www.youtube.com/watch?v=2JlO6nhnu6k
 
esta história do avião que sumiu lá eu ja conhecia e sempre me intrigou :?
 
vapo