•  
     

Banda larga na tomada!

Saiba mais sobre a possibilidade de aplicação da banda larga pela rede elétrica

Embora muita gente não saiba, há a possibilidade de realizar a transmissão de internet em banda larga pela fiação elétrica comum de nossas residências. A aplicação dessa tecnologia já está em discussão no Brasil desde 2001, mas nada de muito efetivo já foi feito para tal.
O processo funciona de forma muito semelhante ao que acompanhamos quanto ao uso da fiação telefônica para a banda larga. Na rede elétrica seria basicamente a mesma situação, visto que a rede e a energia utilizam freqüências diferentes uma da outra.

Cada tomada pode ser um ponto de acesso

As vantagens da tecnologia são evidentes em alguns aspectos, como a facilidade em plugar o computador em praticamente qualquer local dentro das casas, prédios e edifícios em que seria bem mais complexo instalar o cabeamento próprio para a banda larga.
Toda a estrutura das casas já conta com tomadas em praticamente todos os cômodos, que seriam pontos da rede caso a tecnologia fosse implementada. Isso reflete em mais praticidade e redução de custos neste aspecto, o que pode ser uma frente interessante para o desenvolvimento da técnica.

Como funciona?

imagem.jpg
imagem.jpg (21.44 KiB) Visto 130 vezes


Em termos simples, os dados baixados pelo usuário chegam até a sua residência através de um cabo de fibra óptica, que é convertido em sinal elétrico por um gateway especial. Em um prédio, por exemplo, este sinal é repassado para todas as tomadas dos apartamentos, mais um fator que torna o processo interessante.
As vantagens disso em relação às redes comuns e até mesmo as Wi-fi é que a transferência de dados se dá de forma única por qualquer ponto de energia de casas e edifícios inteiros. Desta forma, toda a parafernália necessária para instalar as redes já existentes seria descartada.

Informações recentes

Hoje, já existem mais de cento e cinqüenta apartamentos em São Paulo testando a nova tecnologia de banda larga pela rede elétrica. Estes usuários não pagam pelo serviço, mas estão ajudando muito nas últimas avaliações da funcionalidade do sistema.
Um dos fatores mais intrigantes ocorridos foi a interferência na transmissão de dados ao ligar eletrodomésticos que alteram significativamente a corrente elétrica nos apartamentos, como secadores ou chuveiros elétricos. Para resolver a situação, foi desenvolvido um filtro, que atua de maneira semelhante ao que estamos habituamos na linha telefônica comum.
As principais operadoras deste tipo de serviço no país já estão em negociação para a aplicação da nova forma de transferência de dados em banda larga e previsões apontam o primeiro semestre de 2009 como o marco inicial para a oferta comercial dele. Vamos esperar os resultados definitivos para decidirmos se valerá realmente a pena optar por essa novidade.





Fonte: http://freware.blogspot.com/2009/04/ban ... omada.html