•  
     

Associação dos bares vai entrar com ação no STF contra Lei S

Associação dos bares vai entrar com ação no STF contra Lei Seca

Bares e restaurantes consideram a lei inconstitucional.
Quantidade de acidentes no trânsito já diminuiu no país todo.


A Associação Brasileira de Bares e Restaurantes entra, nesta sexta-feira (4), com uma ação no Supremo Tribunal Federal contra a Lei Seca. As restrições ao consumo de álcool, no entanto, já começam a reduzir o número de acidentes de trânsito em vários estados.

Os bares e restaurantes consideram a lei inconstitucional. Argumentam que ninguém é obrigado a criar prova contra si ao assoprar o bafômetro e nem pode ser criminalizado sem direito de defesa por se negar a fazer o teste.



Redução de acidentes
Na Ceilândia, cidade próxima a Brasília, um caminhão invadiu uma casa. O carro que estava na garagem foi parar na sala onde dona Francisca assistia à televisão. O motorista do caminhão estava bêbado. Foi preso em flagrante.

Em um dos bares de Brasília, o consumo de álcool diminuiu 40%. A mudança de comportamento já estaria aparecendo nas estatísticas oficiais. A Secretaria de Saúde do Rio de Janeiro comparou o número de atendimentos em três hospitais dez dias antes e depois da Lei Seca. A quantidade de vítimas de trânsito nas emergências caiu de 121 para 77.



Veja o site do Jornal Hoje

Em Goiânia, no último fim de semana, o Hospital de Urgências, o mais importante do estado de Goiás, registrou queda de 277 para 211 atendimentos. No Hospital de Pronto Socorro, em Porto Alegre, também houve redução. Antes da lei, eram 105 atendimentos, e depois, 97.

Em São Paulo, segundo a Secretaria de Saúde, o atendimento a vítimas de acidentes de trânsito caiu, em média, 19%. No Hospital das Clínicas, o maior da América Latina, a redução chegou a 27%.

A Polícia Rodoviária Federal acha cedo para comemorar porque julho é mês de férias e a movimentação nas cidades e nas estradas é atípica.



Fonte: http://g1.globo.com/Noticias/Brasil/0,, ... 98,00.html