•  
     

As paiores Tsunames do mundo !

O tsunami que devastou a Ásia foi um dos desastres mais impressionantes da história. A devastação que ele causou – engolindo cidades inteiras, demolindo tudo que estava na orla e matando mais gente do que parece possível aceitar – você já conhece. Mas a marca do maremoto foi ainda mais profunda. O planeta Terra sentiu esse cataclismo de maneira marcante e permanente. É o que você vai ver nestas páginas.

O planeta emagreceu

A Terra perdeu cintura. Sabemos que ela é uma esfera levemente achatada. Com o imenso tremor, o achatamento ficou menor – ou seja, a distância de pólo a pólo aumentou e o tamanho do Equador diminuiu. Claro que a diferença foi minúscula – pouco menos de 1 milímetro



O tempo encolheu

O dia ficou mais curto – três milésimos de segundo mais curto. Segundo Richard Gross, da Nasa, isso se deveu ao imenso deslocamento de massa que aconteceu no planeta quando a placa da Índia afundou sob a da Birmânia, o que alterou a rotação da Terra



Os corais escaparam

Em terra a destruição foi imensa, mas, por incrível que pareça, o mar pode não ter sofrido tanto. No Sri Lanka, um levantamento da União Mundial para a Conservação da Natureza mostra que, apesar do chacoalhão, a mortalidade de corais foi menor do que a causada pelo aumento da temperatura do mar em 1988



As ilhas andaram

Algumas ilhas do oceano Índico moveram-se até 20 metros. Uma delas, a de Trinkat, foi partida em três pelo maremoto, e viu seu interior cortado por um braço de mar. A ponta da ilha de Sumatra afundou



O mar afundou

Ninguém ainda foi lá ver, mas surgiu no chão do oceano uma falha geológica espetacular. Acredita-se que o fundo do mar tenha afundado mais de 20 metros em alguns trechos. A falha foi causada pelo deslizamento súbito da placa da Índia



Os elefantes ouviram

Todo mundo ouviu a historinha dos elefantes que salvaram turistas. O que eles fizeram foi usar um equipamento que a seleção natural lhes deu para salvar a própria pele. Elefantes ouvem infra-sons, que calham de ser ondas sonoras na freqüência das produzidas por abalos sísmicos



Os cientistas se assustaram

O megaterremoto pode ter sido o primeiro de uma série, diz o sismólogo romeno Vasile Marza, da Universidade de Brasília. Por razões desconhecidas, tremores de magnitude 9 parecem se agrupar no tempo. Entre 1952 e 1964, ocorreram quatro deles



O pólo se mudou

O Pólo Norte também mudou de lugar. Quem quiser procurar Papai Noel agora vai ter de se deslocar mais 2,5 centímetros para nordeste. Isso porque o eixo imaginário em torno do qual o planeta gira foi abalado, inclinando-se levemente



O futuro registrou

Daqui a milhões de anos, geólogos que estudarem as rochas do local verão vestígios de ossos, conchas e pedras. É assim que cientistas reconstituem hoje os tsunamis do passado. Pelo cacos, será possível até calcular o tamanho e a velocidade das ondas



Mas podia ser pior

A onda de 12 metros do tsunami asiático foi devastadora. Mas não é nada perto da que atingiu o golfo do México há 65 milhões de anos, quando um asteróide espatifou-se na Terra, extinguindo 60% das espécies, incluindo os dinossauros. Estima-se que aquele tsunami tenha atingido 1 quilômetro de altura

Olh oq poderia acontecer no leste dos Estados Unidos
OBS: Montagem .

Imagem
 
é _____
 
:shock: