•  
     

As ervas revelam o misterioso poder de conquistar

Elas manipulavam ervas medicinais curando e aliviando a dor de doentes e aflitos, prestavam serviços espirituais, preparavam magias para conquistas”.
Quem sabe não foi mesmo na cozinha que a mulher encontrou uma maneira de criar e pensar, longe da repressão masculina. Márcia Frazão, bruxa e escritora lembra que muitas mulheres foram condenadas à fogueira pela Inquisição por conseguirem transformar poucos ingredientes em deliciosos e apetitosos pratos.

bruxa.jpg
bruxa.jpg (13.47 KiB) Visto 770 vezes


Milhares de mulheres-cozinheiras-bruxas foram queimadas vivas durante essa época, mas a arte da Wicca sobreviveu e hoje até os homens se aventuram nesta área. Preparar encantamentos na cozinha e pratos enfeitiçados, no entanto, ainda parece ser domínio delas: “na cozinha compreendi o mistério do poder das fêmeas: o maravilhoso dom, que possuímos, de nutrir o mundo e torná-lo um lugar onde todos desejam viver”, explicou Márcia Frazão. A bruxa ainda reforçou:
“É na cozinha que as ervas revelam o misterioso poder de conquistar o objeto de desejo e torná-lo súdito da luxúria”.
A jornalista Ruth Joffily certa vez comentou que nos anos 60/70 as mulheres se afastaram das cozinhas. Para as feministas, cozinhar passou a ser uma representação “da subserviência da mulher à sociedade patriarcal”. Hoje, contudo, segundo ela, a mulher moderna pode “resgatar o caminho feminino e nos provar que dá para ser contemporâneo-atual sem abrir mão da nossa dita feminilidade”.



Fonte: http://jornale.com.br/wicca/?p=376