•  
     

As classificação do SEO e suas técnicas hacker

Continuando, o lado negro do SEO conhecido como Black Hat Seo.

Para afirmar qual chapéu eu uso, acho que antes vale uma explicação do que é um White Hat SEO. Existem diversas técnicas SEO. Acontece que algumas técnicas, apesar de melhorar o posicionamento da sua página, são consideradas desonestas pelos sites de busca e passíveis de punição. O conjunto dessas técnicas é conhecido como Black Hat SEO.

De outro lado, quem pratica o SEO honesto é considerado White Hat SEO. Essa idéia de “chapéu branco” e “chapéu preto” vêm da terminologia hacker. Nela o hacker do bem usa seus dotes de forma ética para ajudar as pessoas. Ele é chamado de chapéu branco. Já o hacker do mal, que usa seu conhecimento para destruir e prejudicar, tem sua cor de chapéu preta.

Com isto acho que já dá para entender que existem diferentes linhas profissionais na área de SEO. Eu, por exemplo, acredito na linha puramente White Hat SEO. A principal justificativa para isto é que não importa quantas modificações os sites de busca façam em seus algoritmos, você terá sempre um site racional e ético. Com isto você não corre o risco de ver seu site despencar sensivelmente ou ser punido.

Sou Grey Hat SEO? Tem solução?

Agora você pode estar se perguntando: como sei que o que estou fazendo não é um Grey Hat SEO? Para exemplificar, um conhecido, me disse que usava uma imagem de 1×1 pixel com as palavras-chave que queria ficar bem posicionada na alt tag. Perguntei a ela se aquilo iria ajudar de alguma forma um usuário que visitasse o site. Claro que ela e todos responderam que não, então sempre que for produzir para o seu site faça para o usuário e não para o robô de busca. Faça sites para pessoas.

Se você chegou até aqui e ficou um pouco preocupado, não entre em pânico. A boa notícia é que se você descobriu que está fazendo Grey Hat SEO, você tem chance de mudar a cor do seu chapéu. Basta abandonar aquela técnica de resultado duvidoso e levar em conta que o Google é gente fina e não guarda tanta mágoa. Imagine ser pego de surpresa despencando no PageRank, como muita gente foi pega na última atualização, por vender links? Meu chapéu é branco!

O Google te removeu? Faça a reinclusão do site

A reinclusão no Google é uma pergunta comum. Você foi excluído do Google e não tem idéia do que fazer. Antes mesmo de solicitar a reinclusão, você deve ver o que está de errado no seu site. Outro ponto é identificar se realmente você está fora do Google. Uma dica é usar o comando site:www.meudominio.com.br. Teste substituindo pelo seu domínio. Se aparecer algum resultado, você provavelmente não foi excluído.

Por que fui excluído?
Um site é excluído quando ele viola as normas de qualidade definidas pelo Google. Se você não sabe as diretrizes de qualidade, acesse:
http://www.google.com.br/webmasters/guidelines.html

Isto evita que você cometa erros que possam causar sua exclusão. As técnicas que são mal vistas pelos sites de busca são conhecidas como Black Hat SEO. O Google descobre isto de três maneiras. Na apuração de alguma denuncia feita pela ferramenta de spam, na visita do Googlebot que descobriu uma violação ou no trabalho de monitoramento da equipe de qualidade do Google.

Para denunciar um site:
http://www.google.com.br/contact/spamreport.html

Quando um site infringe as diretrizes de qualidade do Google, eles removem o site dos resultados. Algumas vezes o proprietário do site recebe um e-mail notificando a exclusão, mas nem sempre este e-mail é enviado. No e-mail, eles explicam qual foi a causa da sua exclusão. Esta remoção pode ser temporária, 30 dias normalmente, como forma de punição. Pode acontecer também a remoção permanente, ou seja, ser banido do Google. Por isto, se você receber o e-mail ou notar a exclusão do site, resolva o problema rapidamente e reinclua o site.

Reincluindo o site

Depois de investigado e corrigido o problema, você deve informar a alteração ao Google. Para isto você deve usar a ferramenta de reinclusão. Para isto você deve informar o site que foi excluído e marcar um box concordando que você cometeu uma violação, que corrigiu o erro e que conhece as diretrizes de qualidade. Você ainda pode escreve um texto de defesa para reinclusão. Sugiro sinceridade total, uma explicação do ocorrido e a sua solução. Mais uma vez, não deixe de ler a Diretrizes para webmasters.
Para reincluir, clique aqui:
https://www.google.com/webmasters/tools ... n?hl=pt-BR

Após o envio, é só aguardar. Não fique solicitando a reinclusão diversas vezes. Pode ser entendido como spam e o seu site será banido. A lição é conhecer as práticas erradas para não correr o risco de cometê-las. Evite também reincidência. Isto realmente não é visto com bons olhos.

Subdomínios e subdiretórios são diferentes para o SEO

Na estratégia de SEO é muito importante saber que a maneira em que você organiza um site pode influenciar, e muito, em como seus resultados aparecem em uma busca. Até mesmo na organização das URLs isto influencia muito. Por isso, veremos hoje que existem diferenças entre subdomínios e subdiretórios. Antes de entrar em SEO propriamente dito, vejamos o que é cada um deles.

Subdomínio

Um subdomínio é uma subdivisão de um domínio. Veja este endereço: web2.0br.com.br

A parte sub.meumarketing.com.br é o domínio e a sub é o subdomínio. O subdomínio vem sempre a esquerda do domínio separado por um ponto (.). O subdomínio mais comum é o “www”. É importante atentar que o endereço http://www.meumarketing.com.brpode apresentar um conteúdo diferente do endereço meumarketing.com.br. Podem ser criados infinitos subdomínios para um domínio. Também pode existir mais de nível de subdomínio como meu.sub.meumarketing.com.br.

Subdiretório

Já um subdiretório é uma pasta ou diretório criado a partir da raiz do site. Veja este endereço: web.meumarketing.com.br/conceito-web20/

Os subdiretório vem sempre a direita do domínio separado por uma barra (/). Ele também pode apresentar vários níveis como web.meumarketing.com.br/categoria/ajax/. Cada subdiretório ou pasta permite agrupar diversos arquivos nela, parecido com o sistema de arquivos do Windows.

E qual a diferença para SEO?

Agora que você já entedeu a diferença, vamos entender as diferenças para SEO que eles tem. Ao executar uma pesquisa em uma SERP, você já deve ter reparado que cada domínio aparece normalmente com no máximo dois resultados sendo que o segundo vem identado e com um link no fim para mais resultados.


Aliás, o que é uma SERP?

Ele é um termo técnico para representar as páginas que exibem os de resultados em uma busca. São chamadas de Search Engine Results Page ou em portugês página de resultados de uma busca. As SERPS variam conforme as palavras-chave e são compostas normalmente por resultados naturais que aparecem do lado esquerdo da busca. O padrão são de cada SERP são no máximo dez resultados paginados quando há mais do que este número.

As SERPs contêm o título da página com link, duas linhas com uma descrição ou texto relacionado a palavra-chave e uma última linha com opções como cache da página, versão alternativa ou tradução.

Podem aparecer tanto no lado direito como no topo com cor diferente links patrocinados. Outros extras que podem aparecer são sugestões de pesquisa, imagens ou até cotações de ações ou mapas de endereço.

Voltando ao assunto...

Por conta disto, você só poderia aparecer com um domínio em dois de dez resultados em uma SERP. Aí que entra o segredo dos subdomínios. O Google considera os subdiretórios como parte de um mesmo site. Não importa quantas páginas você tem relacionadas a uma palavra-chave, o Google vai exibir apenas dois resultados. Porém com subdomínios a história é diferente. O sites de busca entendem que cada subdomínio é um site diferente. A consequência disto, é que você pode aparecer em uma SERP com quatro resultados. As vantagens dos subdomínios vão além de SEO. Você pode, por exemplo, agrupar assuntos por subdomínio facilitando uma url única para determinado assunto. Outra vantagem é que no caso de um grande portal, isto pode representar brand, pois o domínio se mantém consistente em todos os diferentes projetos.

Bom, então isto significa que eu devo criar sempre subdomínios ao invés de criar páginas ou diretórios para cada palavra-chave? Não. Você precisará analisar a sua estratégia. Normalmente subdomínios são bons para sistemas ou para concentrar assuntos. Se for para concentrar assuntos, você precisa ter uma quantidade razoável de páginas para sustentar este conteúdo. Tudo depende do bom senso. Aproveite a dica com moderação.

Espero ajudar à todos, que estejam interessados em aprender sobre Web Marketing e SEO, fiquem atentos, essa é apenas o 2° Artigo, virá muito mais conteúdo, em breve.