•  
     

Armas de paintball criam Mona Lisa em evento de tecnologia

Com isso, apresentadores de 'Caçadores de Mitos' encerraram feira.
Conclusão do evento em San José também teve ciberatletas e protestos.


Apresentador Adam Savage exibe Mona Lisa criada por máquina..jpg
Apresentador Adam Savage exibe Mona Lisa criada por máquina.


Quando os apresentadores do programa “Caçadores de Mitos” (“Mythbusters”) pedem à platéia que se cubra com um plástico gigantesco, é melhor obedecer. Adam e Jamie, os especialistas em engenhocas e efeitos especiais, encerraram o evento Nvision nesta quarta (27), em San José, utilizando robôs construídos com armas de paintball para “pintar” o famoso quadro Mona Lisa.

O primeiro robô, controlado por controle remoto, disparou um tiro de cada vez em uma tela, lentamente criando um “smile” azul. Segundo os caçadores de mitos, é assim que um processador de computador trabalha com imagens.

Disparo de tinta criou Mona Lisa, em milésimos de segundo..jpg
Disparo de tinta criou Mona Lisa, em milésimos de segundo.


A versão moderna do processamento gráfico, realizada pelas placas de vídeo, foi ilustrada por um robô muito maior, construído por Jamie e Adam usando o mesmo conceito de armas de paintball atirando tinta sobre uma tela. As proporções eram bem maiores, porém, e o resultado foi um disparo massivo de tinta, que em milésimos de segundo criou a “nova Mona Lisa”.

Os apresentadores Jamie e Adam levaram ao evento um robô que usa o mesmo conceito de armas de paintball, atirando tinta sobre uma tela..jpg
Os apresentadores Jamie e Adam levaram ao evento um robô que usa o mesmo conceito de armas de paintball, atirando tinta sobre uma tela.


Os atletas campeões da Copa do mundo dos games, a Electronic Sports World Cup (ESWC), receberam também na quarta (27) os troféus e a premiação em dinheiro.

O quadro de medalhas terminou equilibrado. Os norte-americanos foram campeões apenas em “Counter-Strike” feminino, com as garotas do SK Gaming.

Os vencedores das outras cinco categorias, incluindo os jogos “Quake 3”, “Warcraft 3”, “Dota” e “Trackmania” vieram de países como Polônia, Belarus, Cingapura, Suécia e Coréia do Sul. O Brasil não chegou à fase final dos jogos que disputou.

Protesto

Durante todo o Nvision, manifestantes próximos às entradas de cada pavilhão distribuíam folhetos de protesto contra a Nvidia, organizadora do evento.

Manifestantes protestaram contra organizadora do evento..jpg
Manifestantes protestaram contra organizadora do evento.


O panfleto, assinado pelo grupo “Unite here”, reclamava de uma recente falha identificada em chips da Nvidia para notebooks. O manifesto, bem-humorado, dizia que a falha atinge certos notebooks das marcas Dell e HP e cita uma reportagem do “The Wall Street Journal”. Os manifestantes criticam a empresa por tentar evitar o recall, recomendando apenas uma “atualização de dados” para resolver a situação.

Fonte: http://g1.globo.com/Noticias/Tecnologia ... LOGIA.html