•  
     

Aprenda como reduzir o medo de trovões e rojões de seus cães

No texto anterior você conheceu um pouco mais sobre os motivos que levam alguns cachorros a entrarem em pânico quando ouvem barulhos muito altos, como trovões ou fogos de artifícios.

medo-de-barulo-cao.jpg
medo-de-barulo-cao.jpg (12.37 KiB) Visto 4942 vezes


Agora, você vai aprender algumas dicas bacanas, que poderão te ajudar a lidar com esta situação.

Que barulhinho é esse?

Existem várias maneiras de reduzir esse tipo de medo. Uma delas é preparar o cão para a barulheira que está por vir. Mas como? Aí vai um truque super eficaz e fácil de colocar em prática: dias antes do dia do jogo, por exemplo, bata panelas enquanto dá comida ou brinca com o cachorro. É um bom jeito de mostrar pra ele que o barulho alto não significa perigo. Se preferir, você pode fazer isso também com aqueles estalinhos, as famosas biribinhas.

Independente do que escolher, aumente o volume do barulho gradativamente. Não comece esse processo já estourando biribas pra todo lado ou produzindo algo ensurdecedor batendo um monte de panelas ao mesmo tempo… Senão, você vai acabar traumatizando o cão! Se você puder gravar o som de rojão estourando, também é um boa opção para fazer o treinamento!

Mas se o cachorro já está traumatizado, a melhor opção é consultar um veterinário sobre a possibilidade de dar um calmante pra ele. Sob o efeito de um medicamento com essa finalidade, o cachorro vai ficar mais calmo e sonolento, e sua capacidade de gravar na memória tais acontecimentos diminuirá bastante.

Importantíssimo: nunca medique o cachorro sem orientação de um profissional!!!

Cuidado para não piorar!

E tome cuidado pra não piorar ainda mais a situação. Ficar pegando o cão no colo ou acolhe-lo toda hora, enquanto o barulho acontece, só vai transmitir mais medo e ansiedade pra ele, que logo vai pensar: “Hum… se ele está me protegendo desse jeito, é porque vem coisa feia por aí!”. Portanto, procure agir com naturalidade. Para tanto, brinque com o cachorro e o alimente como se nada de diferente estivesse acontecendo.

Cantinho seguro!

Se quiser conter o cão, use a guia com uma coleira e nunca com um enforcador, pois ele pode se asfixiar num momento de pânico. E lembre-se sempre de deixar livre o acesso para o cantinho que o cachorro escolhe pra se esconder neste momentos de medo. Este lugar especial transmite mais segurança ao bicho, então é super importante que ele possa ir para lá sempre que se sentir ameaçado pelo barulho alto.


Fonte: http://colunistas.ig.com.br/bichoamigo/