•  
     

Aos fãs de Glee... D:

O ator canadense Cory Monteith, 31 anos, galã da comédia musical "Glee", série de televisão da Fox, foi encontrado morto no sábado, em seu quarto de hotel em Vancouver, disse a polícia.
A polícia e os paramédicos não encontraram sinais de crime e a causa da morte não estava imediatamente aparente, disse em coletiva de imprensa a médica legista chefe de British Columbia, Lisa Lapointe.
Monteith tinha falado sobre seus problemas com abuso de drogas.
Em resposta a uma pergunta sobre se Monteith morreu de uma overdose de drogas, o chefe do Departamento de Polícia de Vancouver, Doug Lepard, disse que "não discutiria qualquer coisa que poderíamos ter encontrado no quarto neste momento".
"Nós apenas notificamos os membros da família há cerca de uma hora, de modo que nem sequer fomos capazes de ter essas conversas com eles", disse ele.
Monteith, cujo personagem em "Glee" Finn Hudson era um jogador de futebol da escola que se tornou um entusiasmado cantor do grupo musical, foi tratado este ano em uma clínica de reabilitação para dependência de substância não especificada.
O ator, que cresceu em Victoria, British Columbia, disse à revista Parade em 2011 sobre o que ele chamou de um sério problema com drogas durante sua adolescência, e foi tratado pela primeira vez para o vício aos 19 anos.
Outras pessoas estavam no quarto de Monteith do hotel Pacific Rim na noite de sexta-feira, mas evidências, indicam que ele voltou para o seu quarto sozinho na madrugada de sábado e estava sozinho quando morreu, disse a polícia. Ele devia fazer o check-out no hotel naquele dia.
Monteith estava morto há várias horas quando seu corpo foi descoberto pela polícia e paramédicos, que responderam a um apelo de emergência, disse Lapointe.
Monteith começou sua carreira em uma série de pequenos papéis que antecederam a uma particpação recorrente entre 2006 e 2007, no drama de ficção-científica "Kyle XY", no canal ABC Family, e um outro papel na mesma época na série "Kaya, da MTV.
Uma autópsia foi marcada para segunda-feira, disse Lepard.