•  
     

A popularização dos telefones celulares

A popularização dos telefones celulares

O primeiro celular foi lançado no Brasil pela CTBC, Companhia de Telecomunicações do Brasil Central, na cidade de Uberlândia, em Minas Gerais. A Telefonia Celular brasileira foi iniciada em 1991 com a implantação de sistemas AMPS utilizando a Banda A (a exceção era o Rio de Janeiro, que utilizava a Banda B). Em 1997 foi definido um novo modelo para as telecomunicações e a Telefonia Celular regulamentada como Serviço Móvel Celular (SMC).

As operadoras de SMC da Banda A foram separadas das operadoras de telefonia fixa e depois privatizadas. Houve a passagem da operadora do Rio de Janeiro – Telerj Celular - para a Banda A e as licenças da Banda B forma licitadas.

A maior parte das operadoras entraram em operação durante o ano de 1998. Os contratos de concessão com prazo de 15 anos foram assinados com as operadoras das Bandas A e B no segundo semestre de 97 e início de 98.

As operadoras da Banda B, com exceção da Global telecom, na região 5, implantaram sistemas digitais com tecnologia TDMA. As operadoras da Banda A privatizadas migraram para CDMA nas regiões 1, 2, 3 e 9 (Portugal Telecom e Telefônica Celular) e para TDMA nas demais regiões.

O sistema AMPS teve seu número de usuários gradualmente reduzido representando menos de 3% dos acessos móveis no final de 2002. A Anatel resolveu, em 2001, rever o modelo de prestação de telefonia celular no Brasil, criando um novo serviço com a denominação de Serviço Móvel Pessoal (SMP), com novas regras, para ser o sucedâneo do SMC.

Foram acrescidas novas faixas de freqüências além da A e B para a prestação do SMP o que levou a implantação de novas operadoras GSM.

No geral, os números mostram a estabilização do mercado de telefonia fixa com relação ao número de clientes e um potencial de mercado da telefonia móvel ainda pouco explorado, se comparado com a rentabilidade no resto do mundo. Isso pode significar boas perspectivas de crescimento e lucratividade das empresas.

Atualmente o número de celulares móveis já ultrapassa o número de clientes da telefonia fixa brasileira.

Avanço dos telemóveis em Portugal
Em Portugal, a taxa de penetração dos telemóveis já ultrapassou 100%, ou seja, existem mais equipamentos que habitantes portugueses. Devido a estes números, os operadores tentam fidelizar os seus clientes através de novos serviços, sobretudo de comunicação de dados, com destaque para o acesso móvel à Internet através de tecnologias de terceira geração (ex: UMTS).


Fonte: http://www.celulares.etc.br/avanco-da-t ... el-celular