•  
     

A fraude do ossuário de Jacob, o irmão de Jesus

Tratar de decifrar a história sempre é uma tarefa árdua e difícil, mais ainda se aparecem oportunistas, gente sem escrúpulos que por ambição, reconhecimento ou dinheiro fácil tratam de tergiversar a história para seu próprio proveito.



Este foi o caso de um tal Oded Golan, um colecionador de antiguidades que em 2002 apareceu com uma urna de pedra que dizia ser o ossuário de Jacob, irmão de Jesus. Tal afirmação baseava-se em uma inscrição na lateral da urna onde podia ser lido:

"Já’akov Bar Yoshef Akhui dei Yehshúah"

"Jacob, filho de José, irmão de Jesus"

ossuario_jacob2.jpg



Grande parte da comunidade científica não cabia em si de alegria. Se aquilo fosse autêntico, seria a primeira prova material concreta sobre a existência de Jesus e sua família.

Realizaram então dezenas de testes com a urna e chegaram a conclusão de que datava do século I, da zona e da época onde viveu Jesus e quase com segurança que pertencia à tumba dos dez ossuários, o que confirmava ainda mais a sua autenticidade.


ossuario_jacob1.jpg



fonte: http://www.mdig.com.br/index.php?itemid=5469