•  
     

A forma realmente eficaz de mudar o mundo

São três formas de enganação deste mundo: Acreditar que algo material neste planeta realmente é importante, Acreditar que algo
neste sistema é verdadeiramente capaz de te satisfazer, E Viver todos os dias esquecendo-se que logo vai morrer.
Por isso o sábio vive todos os dias sabendo que a morte se aproxima, acredita que o mais importante é conhecer a
vontade de Deus dentro de si mesmo, e que a única coisa capaz de satisfazê-lo é ajudar o mundo de forma eficiente,
sempre semeando a mensagem do reino dos Céus dentro do coração das pessoas que o rodeia.
Como é simples e benéfica a filosofia de Cristo como caminho da verdadeira felicidade: unir-se dentro de si com Deus e
repousar em Deus, já não se dispersando com coisas exteriores. Nada é mais necessário do que isso.
A árvore com flores fica seca no outono, a beleza transforma-se em feiura, a juventude em velhice e o erro em virtude.
Nada fica sempre igual e nada existe realmente, portanto... a aparência e o vazio existem simultaneamente.
O homem perde a saúde para conseguir dinheiro e depois gasta seu dinheiro para tentar recuperar a saúde. E vive
ansiosamente pensando no futuro de modo que não vive nem o futuro, e nem o presente. E vive como se nunca fosse
morrer, e morre como se nunca tivesse vivido.
Porque as causas das confusões do mundo é apenas uma: que os homens não distinguindo o necessário do desnecessário
deixam de lado o necessário, e em vez disso, ocupam-se com o desnecessário e com ele complicam-se e enredam-se
infinitamente.
Você deve ser a própria mudança que deseja ver no mundo.
Se você quer transformar o mundo, experimente primeiro promover o seu aperfeiçoamento pessoal e realizar inovações no
seu próprio interior. Essas atitudes se refletirão em mudanças positivas no seu ambiente familiar. Deste ponto em diante,
as mudanças se expandirão em proporções cada vez maiores. Tudo o que fazemos produz efeito, causa algum impacto.
Se existe um criador e hoje sabemos que o tempo existe devido a expansão do espaço, por que gastamos nossa vida com
coisas desnecessárias enquanto Deus expande o universo para nos dar mais tempo de conhecermos a vontade Dele? Ele
não quer que simplesmente façamos a vontade Dele, mas que busquemos em nós mesmos a mesma vontade que Ele tem.
Ou você controla os seus atos, ou eles te controlarão.
Por isso alimentar a vontade divina dentro de nós, é a porta para o reino dos céus.
Hoje é possível optar pelo reino dos homens, ou optar pelo reino de Deus.
Você não escolhe que governo tem quando vai a uma urna votar. você escolhe que governo tem quando ouve a palavra de
Deus e decide ignorá-la ou aceitá-la. Pois o reino de Deus governa o coração daqueles que o aceitam.
Mais importante do que praticar o bem, é transmitir uma corrente invisível do bem. Porque não importam as dificuldades que
possam aparecer, a maior descoberta da vida é que a única coisa capaz de satisfazer-nos é conhecer o que Deus quer,
obedecê-lo e ajudar o próximo, sempre divulgando o reino de Deus no coração das pessoas, porque isso
despertará o melhor que existe dentro de todos ao nosso redor.
Se por sorte você fizer o bem inesperado a quem realmente precisava de ajuda e transmitir a mensagem certa,
da maneira certa, você terá plantado a semente capaz de mudar o mundo.
Mas eu não serei capaz de amar alguém, se não aprender a amar a mim mesmo... e como sei que estou amando a mim mesmo?
Quando eu me amei de verdade percebi que eu não deveria mais negar as minhas vontades, mas saber dar a prioridade certa a elas.
Hoje sei que isso tem nome... Sabedoria
Quando eu me amei de verdade pude compreender que Deus não queria que eu apenas fizesse a vontade Dele, mas que eu
descobri-se a parte em mim mesmo que tem a mesma vontade de Ele tem....
Hoje sei que isso tem nome... Misericórdia.
Quando me amei de verdade compreendi que as vezes podia ter medo, mas que mesmo com medo eu deveria enfrentar o
que tinha por vir.
Hoje sei que isso tem nome... Coragem.
Quando me amei de verdade compreendi que não era certo fazer tudo o que me pediam sem antes ter um motivo
que eu realmente me identificasse para fazê-lo.
Então descobri a... Obediência.
Quando me amei de verdade aprendi que não devo ajudar apenas aqueles que merecem, pois mesmo com uma vaga possibilidade
ajudar quem não mereça ainda pode despertar nele a vontade de ajudar quem realmente necessita de apoio.
Então aprendi o que é... Bondade.
Quando me amei de verdade, compreendi que em qualquer circunstância, eu estava no lugar certo, na hora certa, no momento exato.
E então, pude relaxar.
Hoje sei que isso tem nome... Auto-estima.
Quando me amei de verdade, pude perceber que minha angústia, meu sofrimento emocional, não passa de um sinal de que estou indo contra minhas verdades.
Hoje sei que isso é...Autenticidade.
Quando me amei de verdade, parei de desejar que a minha vida fosse diferente e comecei a ver que tudo o que acontece contribui para o meu crescimento.
Hoje chamo isso de... Amadurecimento.
Quando me amei de verdade, comecei a perceber como é ofensivo tentar forçar alguma situação ou alguém apenas para realizar aquilo que desejo, mesmo sabendo que não é o momento ou a pessoa não está preparada, inclusive eu mesmo.
Hoje sei que o nome disso é... Respeito.
Quando me amei de verdade comecei a me livrar de tudo que não fosse saudável... Pessoas, tarefas, tudo e qualquer coisa que me pusesse para baixo. De início minha razão chamou essa atitude de egoísmo.
Hoje sei que se chama... Amor-próprio.
Quando me amei de verdade, deixei de temer o meu tempo livre e desisti de fazer grandes planos, abandonei os projetos megalômanos de futuro.
Hoje faço o que acho certo, o que gosto, quando quero e no meu próprio ritmo.
Hoje sei que isso é... Simplicidade.
Quando me amei de verdade, desisti de querer sempre ter razão e, com isso, errei muitas menos vezes.
Hoje descobri a... Humildade.
Quando me amei de verdade, desisti de ficar revivendo o passado e de preocupar com o futuro. Agora, me mantenho no presente, que é onde a vida acontece.
Hoje vivo um dia de cada vez. Isso é... Plenitude.
Quando me amei de verdade, percebi que minha mente pode me atormentar e me decepcionar. Mas quando a coloco a serviço do meu coração, ela se torna uma grande e valiosa aliada.
Tudo isso é... Saber viver!
E como esse amor se refletirá nas pessoas ao seu redor? Imagine essas características: O amor é paciente e é bom, o amor não é ciumento, não se gaba,
não se orgulha, não se comporta indecentemente, não procura os seus próprios interesses, não fica com raiva, não leva em conta o dano, não se
alegra com a injustiça, mas alegra-se com a verdade, suporta tudo, acredita tudo, espera tudo e persevera em todas as coisas.
Bastaria as pessoas serem mais sinceras, honestas e humildes que veríamos comportamentos maravilhosamente diversificados, personalidades amplamente
interessantes, equívocos rapidamente resolvidos, preconceitos instantaneamente eliminados e atitudes capazes de envergonhar o que conhecemos hoje
como egoísmo.
O caminho que escolhi é o do amor, não importam as dores, angústias e as decepções que eu vou ter que enfrentar. Escolhi ser verdadeiro:
no meu caminho o abraço é forte e o aperto de mão é sincero. Por isso não estranhe o meu modo de sorri e de te desejar o bem. É só assim
que eu enxergo a vida, e é somente assim que eu acredito que valha a pena viver.
Bob Marley ainda não está vivo, mas ele ainda grita para nós: "Se Deus criou as pessoas para amar e as coisas para cuidar.
Por que amamos as coisas e usamos as pessoas?"
Sempre me perguntei: Porque Jesus dizia ser mais importante pregar a mensagem do reino do que curar as pessoas e fazer milagres?
E quando consegui distinguir uma ajuda temporária de uma ajuda eterna, eu percebi o que era o reino de Deus. E que ele pode existir dentro
das pessoas que o aceitam, e decidem expandi-lo aos corações de todos ao seu redor.
Pregar sobre o reino de Deus é semear a bondade e o governo dos céus no coração das pessoas. Esta á a única forma de lutar contra
o governo que reina nos dias de hoje, é o único protesto contra o reino humano dentro das orientações de Deus.
Este é o julgamento: Por tuas palavras serás condenado, e por suas palavras serás justificado. Hoje é possível escolher uma posição:
Ser testemunha de Deus ou ser cúmplice do mundo.
A bíblia tem diversas interpretações para aquele que procura desculpas para não fazer a coisa certa e quem não suporta a pressão
espiritual da bília se alivia inventando uma religião.
O Cristão genuíno tem a vontade de ser orientado pela bíblia, e é indiferente a ele suas traduções.O cristão verdadeiro só fala do reino de
Jesus, porque só isso importa.Ter em mente o sonho deste paraíso e ter em seu caráter as orientações de cristo, e no seu coração o amor
de Deus é o suficiente para que o reino de Deus governe a sua essência mais sábia desde já.
Por tanto busque primeiro o reino de Deus e a sua justiça, e todas as outras coisas te serão acrescentadas.
Ter essa paz e satisfação não é comparado a qualquer riqueza ou ansiedade deste mundo.

https://www.youtube.com/watch?v=nmUWBXmeW_Y

Autores: Jesus Cristo, Mahatma Gandhi, Dalai Lama, Clarice lispector, Comenius, NeoqJav, Bob Marley, William Shakspeare