•  
     

A adolescente mais gorda do mundo

15 anos.jpg
15 anos.jpg (3.82 KiB) Visto 6750 vezes


Georgia Davis pesa 210 kg com somente 15 anos de idade, o que lhe conferiu o indesejável título de adolescente mais gorda do mundo. Ela iniciou-se ainda bem novinha, aos 5 anos, no processo de comer em excesso quando seu pai acabara de falecer. Ela sempre teve este aspecto "rechonchudo" no rosto e hoje não pode dar mais que 2 passos sem ter que parar e respirar profundamente.

A cama e o colchão de Georgia foram feitos sob encomenda e ela é proibida de freqüentar a lanchonete e o restaurante da escola pela singela razão de comer tudo o que vê, e o que não também, pela frente.

- "É como uma droga. Algumas pessoas escolhem a heroína mas optei pela alimentação e ela esta me matando. Os médicos disseram-me que minha respiração pode falhar a qualquer momento", diz a menina. Para evitar isto ela irá participar de um acampamento onde a meta das pessoas que freqüentam é perder gordura e conseqüentemene peso. A menina pretende perder pelo menos 100 kg em seis meses.

15 G.jpg


A alimentação básica diária de Georgia inclui dois pães de batata fatiado, dois pacotes de bolachas recheadas, dois pastéis de chocolate, doze sanduíches, cinco litros de coca, bife com lasanha e pacotes e pacotes de salgadinhos. Sua ingestão diária ronda próximo as 14000 calorias enquanto a de uma jovem normal de 15 anos de idade bem alimentada é de no máximo 2000 calorias.

Muitos aqui já vivenciaram em épocas tenras da sua vida o elogio mais sincero e caloroso de mamãe:

- "Mais que lindo meu menino está, buchecha rosada... goidinho lindo da mamãe...", "... a pequena Tiburcina está tão gordinha, boniiita!!!"

Houve época em que ser gordo era bonito, sinal de bem alimentado, de saúde. Muitas pessoas persistiram neste erro, o de alimentar mal os filhos. Daí surgiu a "geração coca-cola" e mais tarde a "refrigereco com salgadinhos". Hoje em dia a criança já nasce com os olhos vidrados num pacote de "sagadinhos".

O resultado não podia ser outro e enquanto não surgir um bom programa de realimentação alimentar salutar ao corpo permanecerá grande o número de adolescentes indo para a escola "rodando".

fat_girl1.jpg


fat_girl2.jpg


fat_girl3.jpg


fat_girl4.jpg


Fonte: http://www.mdig.com.br/index.php?itemid=3527